China quer queda de Ernesto Araújo a qualquer custo

0
3885
Imagem: Reprodução da TV.

A Embaixada da China trabalha incansavelmente para a queda do Ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo. Crítico da ditadura chinesa, Araújo é visto com total desconfiança pelo país asiático e enxerga nele uma barreira aos seus interesses políticos e econômicos no país.

O dia de ontem foi de intensos ataques ao ministro pela grande imprensa e pela oposição, dois dos vetores de ação da República Popular da China no Brasil. A invenção de uma polêmica sobre um gesto do assessor internacional de Jair Bolsonaro foi um claro sinal disso.

Ligado a Ernesto Araújo, Filipe G. Martins foi fotografado enquanto ajeitava o paletó em uma agenda no Senado Federal e a posição da sua mão foi explorada como um suposto “gesto supremacista”.

Desde sua nomeação em janeiro de 2019, a cabeça de Ernesto Araújo tem sido constantemente pedida na imprensa e notícias de sua iminente demissão são dadas como certas todos os meses. Porém, Jair Bolsonaro confia em Araújo que, age na nossa política externa conforme as determinações de Bolsonaro e uma troca de ministro mudaria pouca coisa, já que o Presidente da República não admite a submissão do Estado e da economia do Brasil aos interesses chineses.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here