Censura persegue e denuncia Allan dos Santos

2
275
O jornalista Allan dos Santos, do Canal Terça Livre. Foto: Divulgação.

Em atitude persecutória contra a liberdade de imprensa, o Ministério Público Federal denunciou, nessa terça-feira (17/08) o jornalista Allan dos Santos por crime de ameaça e incitação ao crime. Na denúncia, a Procuradoria da República no Distrito Federal chama de ameaças algumas críticas feitas pelo jornalista ao presidente do TSE, Luís Roberto Barroso.

O fato sobre o qual o MPF constrói a narrativa se deu em 24 de novembro do ano passado quando o jornalista publicou um vídeo intitulado “Barroso é um miliciano digital” em seu canal no Youtube “Terça Livre”.

Tira o digital, se você tem culhão! Tira a p**** do digital, e cresce! Dá nome aos bois! De uma vez por todas Barroso, vira homem! Tira a p**** do digital! E bota só terrorista! Pra você ver o que a gente faz com você. Tá na hora de falar grosso nessa p****!”, diz Allan no vídeo, sem dizer nada que possa ser apontado como ameaça.

A denúncia exagera dizendo que as declarações de Allan “estão excluídas do âmbito de cobertura da liberdade de expressão, porquanto configuram proibições expressas dispostas no direito internacional dos direitos humanos”.

A perseguição a canais conservadores de informação segue implacável por parte do STF, TSE e de setores de outras instituições. Na segunda-feira (16/08), o TSE determinou a suspensão da monetização do Terça Livre e de outros canais em plataformas digitais, em uma escandalosa manobra de censura prévia.

2 COMMENTS

  1. Nunca pensei que a imprensa brasileira se corromperia com tanta facilidade cadê o compromisso com a verdade e com a patria ……….. só temos Bolsonaro e o povo e as forças Armadas

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here