Reunião discreta entre governo e militares tratou de Comunismo

4
3442
Ministros do governo e comandantes militares se reuniram com Bolsonaro na última terça-feira (07/07). Foto: Presidência da República.

A reação dos comandantes militares emitindo uma nota nesta quarta-feira (07/07) com fortes críticas contra o senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da Comissão Parlamentar (CPI) da COVID não parece ter sido um ato isolado. Uma reunião foi realizada um dia antes (06/07) no Palácio do Planalto entre o presidente Jair Bolsonaro e os comandantes das Forças Armadas.

O encontro ocorreu sem alarde na terça-feira parece ter definido o alinhamento político dos militares com o governo Bolsonaro.

A pauta da reunião seria um balanço dos 30 meses de governo do atual presidente. Porém, as conversas foram além e trataram sobre os violentos protestos contra o presidente Jair Bolsonaro ocorridos no último final de semana.

Os militares também analisaram os riscos de o número de manifestantes nas ruas crescer, gerando pressão sobre o Congresso contra o chefe do Executivo. Ao que parece, as Forças Armadas pretendem se manifestar com mais frequência em defesa do Executivo daqui para frente.

Na reunião estiveram presentes os ministros Braga Netto, da Defesa, André Mendonça, advogado-geral da União, e Augusto Heleno, do Gabinete de Segurança Institucional. Além deles, compareceram o comandante do Exército, general Paulo Sérgio, da Marinha, Almir Santos, e da Força Aérea, Carlos Baptista Júnior e integrantes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Os presentes criticaram as manifestações, em grande parte violentas e chamara atenção para a presença de símbolos comunistas nos atos. Na reunião foram reproduzidas imagens dos protestos.

4 COMMENTS

  1. Acho que já chega de ficar ameaçando a esquerda porque isto. Está dando munição pra essas. Corjas, agora e preciso agir, tomar atitude enquanto ainda há tempo, agora e tempo da direita Avançar com tudo pra cima do STF CONGRESSO e. Senado

  2. Queremos atitudes e Não nota de repúdio.
    Há muitos anos q rasgam a constituição, STF vergonha do Brasil, não deixam o nosso Presidente Bolsonaro governar, ele que ganhou com mais de 60 milhões de votos ,Dória vendendo tudo para China comunista, inflação em alta, o povo não aguenta mais. SOS FFAA queremos atitudes!

  3. É preciso haver lei no Brasil proibindo o Comunismo. Assim, mesmo que um dia a esqueda volte ao poder, não poderá implantá-lo com a facilidade que ocorreu na Argentina e Venezuela.

  4. É verdade esta sendo vergonhoso eles rsta abusando de homem hontehro em tudo, sia postura de se manifestar nos fa seguranca, paciencia sem vigolencie como diz Izildinha nocolpcams Bolssonaro e nso deicha ele governar .
    E uma vergonha ladrao como os da CPI da covid, é horadeagi sena vencher de comunista infiltrado em nosso meio em defesa dos manofestante esquerdista…

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here