Quem é André Mendonça, o próximo indicado de Bolsonaro pro STF

0
1705
O advogado-geral da União, André Mendonça e o presidente da República, Jair Bolsonaro, durante a solenidade de posse no Palácio do Planalto. Foto: EBC.

O atual Advogado-Geral da União, André Mendonça, será o nome indicado por Jair Bolsonaro à vaga do ministro Marco Aurélio Mello no Supremo Tribunal Federal.

Mendonça é advogado, pastor protestante e foi ministro da Justiça do próprio Presidente Jair Bolsonaro. Seu nome já era especulado como possível indicado, desde que o presidente afirmou que o próximo ministro seria um jurista “terrivelmente evangélico”.

Paulista de Santos,  o advogado tem 48 anos e formou-se em Direito pela Faculdade de Direito de Bauru, no interior paulista. É doutor em Estado de Direito e Governança Global e mestre em Estratégias Anticorrupção e Políticas de Integridade pela Universidade de Salamanca, na Espanha.

O futuro ministro do STF trabalha na Advocacia-Geral da União (AGU) desde 2000. Foi corregedor-geral e diretor de Patrimônio e Probidade e exerceu outras atribuições. Em 2019, ele assumiu o comando da AGU, tendo sido nomeado Ministro da Justiça e da Segurança Pública após a saída do ex-juiz Sergio Moro do cargo.

Porém, em abril deste anos, voltou ao cargo de advogado-geral da União.

Bem relacionado

Mendonça já trabalhou com o ministro Dias Toffoli quando este chefiou a AGU, no Governo Lula, entre março de 2007 e outubro de 2009. Ele ocupou o cargo de 1º diretor do Departamento de Combate à Corrupção e Defesa do Patrimônio Público na gestão de Toffoli.

Além disso, é coautor junto com o ministro Alexandre de Moraes, do livro “Democracia e Sistema de Justiça”, lançado em outubro de 2019 em homenagem aos 10 anos de Toffoli como ministro do Supremo.

André Mendonça já foi vítima do deboche do ministro Gilmar Mendes, que pode será seu companheiro no STF.

Gilmar Mendes ironizou o AGU dizendo que ele parecia ter vindo “para a tribuna do Supremo de uma viagem a Marte” após sustentação oral em que defendeu a abertura de templos religiosos na pandemia.

Terrivelmente evangélico

O indicado é pastor da Igreja Presbiteriana Esperança, com sede em Brasília. Por essa razão, foi qualificado como “terrivelmente evangélico” pelo presidente Jair Bolsonaro em uma solenidade na Câmara dos Deputados em 2019. Esse termo seria posteriormente usado pelo presidente ao se referir ao perfil que teria o indicado à próxima vaga no STF.

Seu nome é aprovado por organizações evangélicas da área jurídica, como a Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure), que reiterou o apoio ao nome do AGU em ofícios enviados a Bolsonaro.

_______
DA REDAÇÃO do Nova Iguaçu 24h.

_______
Acompanhe-nos em nossas redes sociais:
Facebook: facebook.com/ni24h
Twitter: @niguacu24h

_________
Leia outras notícias do Nova Iguaçu 24h:

Destroços de avião da 2ª Guerra são achados no Maranhão

Bolsonaro confirma que indicará André Mendonça para o STF

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here