Pandemia, um excelente negócio

0
710
Imagem: Forbes USA.

A revista americana Forbes anunciou a sua renovada lista de bilionários nesta terça-feira (06/04). E os efeitos econômicos da pandemia já aparecem por lá. Este negócio da China produziu nada mais, nada menos que 660 novos bilionários.

As medidas restritivas foram fatais para os pequenos e aumentaram os lucros dos grandes. Pequenos negócios fecharam em todo o mundo, enquanto grandes redes varejistas, por exemplo, permaneceram funcionando e vendendo como nunca.

No Brasil não foi diferente. Dos 660 novos bilionários, 20 são brasileiros. Se em 2020 o Brasil tinha 45 bilionários, agora tem 65. Um inédito crescimento no número de bilionários promovidos por uma transferência de renda dos pobres para os ricos como nunca se viu.

A situação é completamente inédita. Nunca na história da humanidade os pobres foram proibidos de trabalhar e auferir renda para que apenas os grandes o fizessem. O resultado é o aumento da pobreza, da miséria e dos novos ricos.

Segue abaixo a lista com os cinco brasileiros mais ricos atualmente:

  1. Jorge Paulo Lemann, da AB Inbev, com US$ 16,9 bilhões;
  2. Eduardo Saverin, cofundador do Facebook,  com US$ 14,6 bilhões;
  3. Marcel Herrmann Telles, sócio de Lemann, com US$ 11,5 bilhões;
  4. Jorge Moll Filho, dono da Rede D’Or de hospitais, com US$ 11,3 bilhões; e
  5. Carlos Alberto Sicupira, também da AB Inbev, com 8,7 bilhões.

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here