Movimento de 120 advogados representa à PGR contra senadores da CPI da COVID

0
1284

O jornal Brasil Sem Medo informa que aproximadamente cento e vinte advogados representaram à Procuradoria-Geral da República (PGR) contra os senadores Omar Aziz (PSD-AM), Renan Calheiros (MDB-AL) e Otto Alencar (PSD-BA) da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID.

Segundo os advogados, os senadores cometeram crimes como tortura psicológica, perseguição e ameaça contra a médica Dra. Nise Yamaguchi. Dra. Nise prestou depoimento na CPI no dia 1º de junho e foi vítima de muitas agressões por parte desses senadores como mostramos em uma matéria após  o depoimento.

A representação afirma que “estamos falando, além dos crimes contra a honra, que demandam representação pessoal da vítima, em tese, do crime de tortura praticado pelas autoridades com foro de prerrogativa de função, funcionários públicos, que despejam todo o seu ódio e rancor político a uma pessoa desprotegida de tantos ataques, vilipendiada em seus direitos mais comezinos e previstos na Constituição Federal”.

A médica já está processando os senadores Omar Aziz e Otto Alencar e pedindo indenização por danos morais. O presidente do Conselho Federal de Medicina, Mauro Ribeiro, também se manifestou logo após o depoimento contra o “ambiente tóxico” instalado na Comissão e repudiou as atitudes do senador Otto Alencar.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here