Ministra do STF é processada por ex-funcionária

5
4587
Foto: EBC.

Uma ex-funcionária da ministra Rosa Weber do STF a acionou na justiça trabalhista e pediu 1,3 milhão de reais. Nesta semana, houve uma tentativa de acordo, mas a ministra não aceitou o valor de 800 mil reais para que a reclamação trabalhista fosse encerrada.

A autora da ação foi cuidadora da mãe da ministra e além de alegar que era obrigada a trabalhar em condições degradantes, pede o reconhecimento do vínculo de emprego, com carteira assinada e o pagamento de adicionais.

Rosa Weber foi juíza do Trabalho e ministra do Tribunal Superior do Trabalho. A ação trabalhista tramita no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (Rio Grande do Sul) e provavelmente será julgada em maio.

5 COMMENTS

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here