Kajuru não é o primeiro a gravar um presidente

0
831
Foto: Senado Federal.

O senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) não é o primeiro político a gravar conversa com um presidente da República. A atitude antiética tem precedentes recentes. O ex-presidente Michel Temer (MDB-SP) foi vítima de dois episódios semelhantes.

Em maio de 2016, Temer foi gravado por Joesley Batista no episódio do “tem que manter isso aí, viu?”. O episódio foi uma bomba na ocasião e a renúncia de Temer foi especulada por vários dias. O áudio gerou uma crise que impediu, por exemplo, a votação da reforma da Previdência.

Outro episódio foi em novembro do mesmo ano, quando o então ministro da Cultura do próprio Governo Temer, Marcelo Calero (Cidadania-GO), que é do mesmo partido de Kajuru, gravou o presidente. Na ocasião, Calero vivia um conflito com o então secretário-geral da Presidência, Geddel Vieira Lima e Temer teria pedido a Calero para atender Geddel.

_____________

Leia outras notícias do Nova Iguaçu 24h:

Gabeira ataca Bolsonaro novamente

Esquerda perde a eleição no Equador

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here