Governo Federal distribui doses, mas estados e prefeituras vacinam lentamente

1
1586
Foto: EBC.

Com as mortes por COVID-19 batendo recordes diariamente, as prefeituras e os governos estaduais têm atrasado a vacinação contra COVID-19. Apesar de receberem do Governo Federal as doses das vacinas, o trabalho de aplicação anda lentamente na ponta.

Os números não deixam dúvidas. O Estado do Rio de Janeiro, por exemplo, já recebeu 3.097.130 doses enviadas pelo Ministério da Saúde, porém apenas 1.213.775 foram aplicadas. O Estado de S. Paulo já recebeu 8.743.018 doses, porém aplicou apenas 4.071.431 vacinas.

Outro exemplo é o do estado do Maranhão, do governador Flavio Dino (PC do B) – um dos governadores que mais criticam o Governo Federal alegando falta de vacinas – que já recebeu 709.630 doses e aplicou apenas 461.932.

Graças aos investimentos feitos pelo Ministério da Saúde, o ritmo atual da produção de vacinas não exige que a segunda dose seja armazenada, não havendo, portanto, justificativa para que tantas doses recebidas não tenham sido aplicadas.

Governadores e prefeitos, entretanto, têm feito reclamações sistemáticas e em conjunto contra o Governo Federal sobre as vacinas. Alguns prefeitos se reuniram para apelar a governos estrangeiros por uma ajuda que eles já recebem do Governo Federal. Outros fazem coro chamando o presidente da República de genocida.

1 COMMENT

  1. Os números estão aí para mostrar quem tem razão. Governadores e prefeitos são irresponsáveis, e quem diz que o governo federal demorou pra comprar vacina é porque politiza a situação esquecendo que todos os países estavam em busca da mesma coisa. Esses esquerdistas não separam o papel da ANVISA e o papel do governo. Se houve atraso foi porque a ANVISA demorou na análise das vacinas porque a situação requeria.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here