Golpe contra Bolsonaro continua nos planos do establishment: TSE vai tentar torná-lo inelegível

1
2635
Foto: Divulgação/PR.

O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, Luís Felipe Salomão, decidiu investigar se houve financiamento das manifestações populares de 7 de setembro. A intenção do sistema é buscar meios de provar que houve financiamento e ligá-los a pessoas próximas do presidente para configurar propaganda eleitoral antecipada e, assim, torná-lo inelegível em 2022.

O TSE pretende investigar se houve pagamento de transporte e diárias para manifestantes. Também é intenção encontrar indícios de abuso de poder econômico e político.

O Nova Iguaçu 24h vem há meses apontando que o establishment tem buscado meios de se livrar da Jair Bolsonaro, tendo fracassado em outras tentativas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui