Destroços de avião da 2ª Guerra são achados no Maranhão

0
807
Destroço do avião americano encontrado no Maranhão. Foto: Divulgação/Governo do Maranhão.

O técnico da Secretaria de Trabalho do Maranhão, Wellington Matos, fez uma descoberta histórica no litoral do estado.  Após escutar 22 moradores da região do município de Humberto de Campos, todos  idosos com idade média de 85 anos, sobre relatos da queda de um avião durante a Segunda Grande Guerra Mundial, o servidor fez uma investigação e chegou aos destroços de uma aeronave de guerra dos EUA.

O achado estava no Canal da Tábua, em Humberto de Campos, a 153 km distante de São Luís. Eram destroços de um avião North American B-25 Mitchell utilizado no conflito entre os Aliados e os países do Eixo.

Conhecida como Bombardeiro, a aeronave saiu da Flórida passou dois dias em Belém do Pará e no dia 13 de maio de 1943 caiu na região. Seu próximo destino seria Natal, no Rio Grande do Norte. O destino final da operação era atuar no norte da África e no Mar Mediterrâneo durante a guerra.

A tripulação enviou um pedido de socorro à Base Aérea do Tirirical, atual Aeroporto Internacional Marechal Hugo da Cunha Machado, em São Luís. No avião estavam seis americanos: piloto, copiloto, engenheiro de comunicação, engenheiro químico, operador químico e um auxiliar operacional.

Toda a tripulação do avião morreu na queda. Os corpos foram enterrados em dois cemitérios da região. Porém, após três meses, em agosto de 1943, militares americanos estiveram na região para levar os restos mortais de volta aos EUA.

“De acordo com relatos de moradores, eles chegaram a ameaçar a bombardear a região, caso os pertences pessoais da tripulação não fossem devolvidos”, contou Wellington Matos.

_______
DA REDAÇÃO do Nova Iguaçu 24h.

_______
Acompanhe-nos em nossas redes sociais:
Facebook: facebook.com/ni24h
Twitter: @niguacu24h

_________
Leia outras notícias do Nova Iguaçu 24h:

Homem morre ao cair entre trem e plataforma

Cantor sertanejo morre aos 37 anos

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here