Brasil tem melhor desempenho olímpico de sua história

0
277
Foto: EBC.

Encerradas as Olimpíadas de Tóquio neste domingo (08/08), o time brasileiro volta dos jogos com a melhor posição da nossa história no quadro de medalhas. São sete ouros, seis pratas e oito bronzes (21 medalhas no total). No ranking geral, o Brasil ficou no 12º posto nos Jogos Olímpicos dos Japão, pulando uma colocação em relação aos jogos do Rio 2016.

Foram 21 pódios, um recorde, superando a marca de 19 da Rio 2016. Como anfitrião, o país conquistou sete ouros, mesmo número faturado em Tóquio.

Porém, o feito brasileiro no Japão merece destaque extra pelo fato do desempenho no Voleibol – esporte em que o Brasil sempre é muito vitorioso – não ter tido o desempenho de costume. Isso revela o peso olímpico dos outros esportes neste ano.

O Brasil chegou ao último dia dos Jogos na 12ª posição, mas com possibilidade de chegar ao 11º posto caso conquistasse mais um ouro no vôlei feminino ou no boxe. Mas vieram as duas pratas no dia e acabamos superados pelo Canadá, que conquistou um ouro no ciclismo.

As pratas, porém, foram o suficiente para a delegação brasileira passar a Nova Zelândia e manter o 12º posto.

No ranking pelo número total de medalhas, o Brasil também ficou em 12º colocado com 21 medalhas, três a menos que o Canadá, mas uma a mais que Hungria, Nova Zelândia e Coreia do Sul.

No número de medalhas, os grandes responsáveis pela melhora de desempenho do Brasil foram a entrada dos novos esportes (surfe e skate), que não estavam no programa da Rio 2016, e a melhora do desempenho das mulheres, que foram ao pódio nove vezes em Tóquio, contra apenas cinco na última edição do evento.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here