Bolsonaro diz que “chamar Renan de vagabundo é elogio”

0
1741
Foto: Divulgação/PR.

O Presidente Jair Bolsonaro desdenhou na manhã desta quinta-feira (21/10) dos pedidos de indiciamento feitos pelo relator da CPI da COVID, Renan Calheiros (MDB/AL). A declaração foi dada na inauguração de mais um trecho da transposição do Rio São Francisco que está levando água às regiões de seca do Nordeste.

Renan pediu o indiciamento de Bolsonaro por nove crimes diferentes no seu relatório final apresentado ontem. Dentre os delitos, Renan apontou crime de responsabilidade e crime contra a humanidade.

Relatório da CPI comandado por Renan Calheiros? Não, não chamem Renan de vagabundo. [Chamar de] Vagabundo é elogio para ele. Não há maracutaia lá por Brasília que não tenha o nome do Renan envolvido”, disse Jair Bolsonaro.

Por que essa perseguição? Por que essa perseguição ao médico? Eu também fui acometido [com Covid] e tomei hidroxicloroquina. No dia seguinte, estava bom”, completou o presidente.

Um dos pedidos de indiciamento feitos por Renan refere-se à defesa por Bolsonaro do “tratamento precoce”.

Assista à declaração de Bolsonaro:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here