“A partir de agora não admito que joguem fora das 4 linhas”, diz Bolsonaro

0
351
Foto: Divulgação/PR.

Na primeira solenidade do Dia da Pátria, o presidente Jair Bolsonaro voltou a se referir aos ministros do STF Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes.

Embora não tenha dito seus nomes diretamente, o Bolsonaro afirmou que o Brasil não pode continuar refém de “uma ou duas pessoas.”

Disse Bolsonaro em discurso: “Nosso país não pode continuar refém de uma ou duas pessoas. Não interessa onde elas estejam, estas uma ou duas pessoas, ou entram nos eixos, ou serão simplesmente ignoradas da vida pública. Este é o meu trabalho. Vou continuar jogando dentro das 4 linhas, mas a partir de agora não admito que outras pessoas, uma ou duas, joguem fora das quatro linhas. A regra do jogo é uma só: respeito à nossa Constituição”.

O discurso foi feito antes do hasteamento da bandeira nacional no Palácio da Alvorada.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here